Categorias
Datas Especiais

1ª feijoada em homenagem a São Jorge.

Oi, galerinha, tudo bem?


Na segunda-feira passada, dia 23 de abril, a gente comemorou aqui no Rio de Janeiro o Dia de São Jorge.


Esta data é muito especial para a minha família, em especial para a minha mãe. É que quando ela estava grávida de mim, ela teve uma graça alcançada pela fé dela! E como eu costumo ir à igreja com ela nas alvoradas, também passei a amar São Jorge!

Eu sonhava em ter uma feijoada nesse dia, que reunisse nossos amigos, familiares, e este ano minha mãe fez uma feijoada maravilhosa, do jeitinho que eu queria, para agradecer pela minha saúde e por tudo de importante na minha vida. Dos os enfeites à blusa que usamos, tudo foi motivo pra muita emoção e choro!

Às 18h, oramos e agradecemos. Gratidão define! 🙂

Beijos!

 

Crédito do Look:

 

Camisa: Loja Duda Oliveira 

Assessórios de cabelo: Luli Acessórios 

Categorias
Eventos

Felipe Neto Mega Fest -Eu fui

Confira comigo os detalhes e bastidores do Felipe Neto Mega Fest 

Oi, galerinha, tudo bem?

Vocês não imaginam o que me aconteceu no domingo passado!

Eu simplesmente fui convidada pela Non Stop produções para ir ao show do Felipe Neto!!! Verdade!!!!!

Eu que sou fã não aguentava de tanta ansiedade! 

O show aconteceu no Vivo Rio, aqui no Rio de Janeiro

Gente, foi incrível!!! Eu fiquei de camarote e no final ainda pude tirar foto com ele!

Durante toda apresentação me diverti muito com as músicas e com a interação que ele faz com o público.

Ah! E entreguei um presente da minha loja pra ele!!! Dá pra acreditar???

Foi maravilhoso!!! 😀

Crédito do look:

Faixa de Cabelo: CrespinhoS.A.

Camisa: Loja Duda Oliveira

Categorias
Datas Especiais

Dia do Índio – 19 de Abril – Duda Oliveira homenageia os índios

Dia do Índio – 19 de Abril

O Dia do Índio segundo aprendemos na pré-escola , representa o dia especial em homenagem a todos descendestes das tribos indígenas.

Os índios são aqueles de pele morena, com cabelos pretos e lisos. Mas não é apenas isso que ocorre quando uma cultura ancestral apagada é lembrada apenas no dia 19 de abril.

Enquanto estamos na infância, com desenhos para serem pintados de verde e bege; ou mesmo com cocares para serem construídos e “danças da chuva” para serem representadas como se o índio fosse este elemento folclórico e mágico. Parece bonito, mas este indígena tem o seu lugar.

Além do dia comemorado apenas enquanto somos crianças, o lugar do indígena é aquele do desenho no papel, em meio à floresta e principalmente em um passado remoto da formação do Brasil. Nada se fala sobre as comunidades que ainda hoje insistem em resistir sem demarcação de suas terras e sem nenhum apoio do estado. O índio então se torna este ser mitológico que fica em nossas lembranças e em nossos desenhos escolares ou nestas comunidades longínquas.

Fonte: http://www.esquerdadiario.com.br/Dia-do-indio-dia-de-quem

dia do índio, celebrado no Brasil em 19 de abril, foi criado pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto-lei 5540 de 1943,[1]

A data de 19 de abril foi proposta em 1940, pelas lideranças indígenas do continente que participaram do Congresso Indigenista Interamericano, realizado no México. Eles haviam boicotado os dias iniciais do evento, temendo que suas reivindicações não fossem ouvidas pelos “homens brancos”.

Durante este congresso foi criado o Instituto Indigenista Interamericano, também sediado no México, que tem como função zelar pelos direitos dos indígenas na América. O Brasil não aderiu imediatamente ao instituto, mas, com a intervenção do Marechal Rondon, apresentou sua adesão e instituiu o Dia do Índio no dia 19 de abril, cumprindo a proposta do Congresso de 1940.

A data pode ser considerada como um motivo de reflexão sobre os valores culturais dos povos indígenas e a importância da preservação e respeito a esses valores.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_do_%C3%8Dndio

Veja também: https://www.dudaoliveira.com/dia-de-sao-francisco-de-assis-4-de-outubro/

Categorias
Editorial

Ensaio Street com OZ Photo Studio

Oi, galerinha do meu blog, tudo bem?  Hoje vou compartilhar com vocês um pouco do meu fim de semana, que aliás foi super movimentado!
No sábado participei de um ensaio street com o pessoal do OZ Studio sob a coordenação do Wellington Carvalho. As fotos foram feitas no ao lado do AquaRio e eu me diverti muito! Como vocês sabem, fotografar é uma das coisas que mais gosto de fazer e, além disso, a equipe do Wellington é fantástica!

O resultado das fotos você confere aqui embaixo.

Categorias
Datas Especiais

Por que a cor azul para o Autismo

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo teve origem em dois de abril de 2008, data decretada pela ONU (Organização das Nações Unidas). Desde então, entidades e governos de diversos países em todo o mundo têm pedido mais atenção ao transtorno do espectro autista (atual nome do autismo).

Os estadunidenses iniciaram o movimento “Light It Up Blue” («Iluminar de Azul»), cujo objetivo é criar uma maior sensibilização e consciencialização para a inclusão de pessoas autistas na sociedade. O azul foi definido como a cor símbolo do autismo, porque a síndrome é mais comum nos meninos — na proporção de quatro meninos para cada menina (autismo clássico) e de dez meninos para cada menina (autismo de alta funcionalidade).

A ideia por trás do movimento é iluminar pontos importantes e turísticos do planeta na cor azul para chamar a atenção da sociedade, poder falar sobre autismo e levantar a discussão a respeito dessa síndrome.

 

Fonte: http://autismoediversidade.blogspot.com.br/2014/10/porque-o-azul-e-o-cor-do-autismo.html

Categorias
Datas Especiais

O que representa esta fita símbolo?

Vemos porém será que sabemos seu significado?

Quem convive com o autismo conhece essa fitinha e sabe o seu significado, mas sempre há alguém que pergunta: Por que o símbolo do autismo é um “quebra-cabeças”?

A fita símbolo do autismo feita da junção de quebra-cabeças coloridas, representa o mistério e a complexidade da forma que o autismo vê o mundo, é um símbolo mundial da conscientização em relação a esta patologia, muito usada principalmente no Dia Mundial de Conscientização do Autismo, todo 2 de abril, quando muitos monumentos ao redor do mundo são iluminados de azul, cor definida para o autismo, que tem a prevalência de aproximadamente para quatro meninos, apenas uma menina.

São em cores diferentes isso representa a diversidade de pessoas e famílias que convivem com o transtorno. As cores fortes representam a esperança em relação aos tratamentos e à conscientização da sociedade em geral.

Categorias
Reportagens

Duda Oliveira participa de um encontro em prol ao dia do autismo

No último sábado, Duda Oliveira, participou juntamente com um grupo de Mini blogueirinhas e algumas crianças autistas, de uma manhã muito agradável com um piquenique, no parque municipal Quinta da Boa Vista localizado no Bairro Imperial de São Cristóvão. O encontro foi em prol ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo, foi encantadora a interação e participação com diversas brincadeiras.

O registro fotográfico foi feito pelos lindos clicks de Shirley Ortz, as blusas foram personalizadas na cor azul e os laços confeccionados pela Poá, “foi muito divertido” disse a modelo e Digital Influencer.

 

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo é celebrado desde 2008 no dia 2 de abril. Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), a data tem como objetivo conscientizar sobre a doença.

O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é uma condição geral para um grupo de desordens complexas do desenvolvimento do cérebro, antes, durante ou logo após o nascimento. Esses distúrbios se caracterizam pela dificuldade na interação social, além disso essas pessoas costumam apresentar comportamentos repetitivos, e em muitos casos são inflexíveis a mudança de rotina. 

Embora todas as pessoas com TEA partilhem essas dificuldades, o seu estado irá afetá-las com intensidades diferentes. O diagnóstico precoce pode melhorar muito a qualidade de vida e a evolução do paciente. Por isso a importância de procurar profissionais especializados.

Fonte: Portal Nacional de Seguros